NOTÍCIAS

Prefeitura de Cuiabá | Maior via estruturante de Cuiabá,Contorno Leste já conta com mais de 4 quilômetros de pavimentação asfáltica

Idealizado pela gestão Emanuel Pinheiro com a finalidade de dar um novo sentido à uma região anteriormente esquecida, o Contorno Leste, considerado a maior obra estruturante dos últimos 50 anos da capital, dá início, a 2023, com mais de quatro (4) quilômetros de vias pavimentadas, acompanhadas de ciclovia, meio-fio, calçadas e sarjetas, padrão de qualidade da administração atual. 

A entrega desta primeira etapa, está prevista para ocorrer no primeiro semestre deste ano, no aniversário de 303 anos da cidade, o que abrange aproximadamente 6,5 km.

Coordenado pela Secretaria de Obras Públicas (SMOP), a nova avenida receberá, até 2024, investimentos na ordem de mais de R$ 125 milhões, constituída de uma ponte sobre o Rio Coxipó, pista dupla, calçadas, canteiro central e acostamento, beneficiando mais de 250 mil pessoas, ligando a região do Distrito Industrial à Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251). 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, afirma que às contribuições que serão acarretadas pelo Contorno Leste, vão aquém dos fatores voltados à mobilidade urbana, mas também, de melhorias nas perspectivas sociais e econômicas de toda à população cuiabana.

“Muitos devem pensar, é apenas asfalto, mais uma avenida e não. Aqui é desenvolvimento, qualidade de vida, modernidade, geração de emprego, um legado da nossa gestão aos nossos verdadeiros patrões, pagadores fiéis de impostos e que merecem um retorno digno, humanizado e uma Cuiabá melhor para viver”, declarou. 

Para o vice-prefeito e titular da SMOP, José Roberto Stopa, os bairros aos arredores serão agradecidos com aprimoramento estrutural, fazendo com que as ações do Executivo Municipal alcancem àqueles que mais precisam.

“Uma nova rota da capital mato-grossense está criando forma dia após dia. Mais de 50 bairros serão beneficiados. Investimento em saneamento básico, educação, saúde, ou seja, uma mudança para lá de significativa”, disse. 

A construção da via está dividida em dois percursos, sendo um de 11 quilômetros, entre o Rio Coxipó e a Rodovia Emanuel Pinheiro, e outro de cerca de seis quilômetros, entre a Avenida Fernando Corrêa e o rio. Cada um desses processos é executado por uma empresa diferente, vencedores dos lotes do processo licitatório.