NOTÍCIAS

LUTO: Com Alzheimer, atriz da Globo se foi pobre e abandonada: ‘Ganhava bem, mas dava dinheiro para todos’

Estrela ficou marcada na televisão brasileira com personagem inesquecível.

A atriz Wilza Carla Pereira da Silva foi uma das grandes estrelas da teledramaturgia brasileira dos anos 70. Além de brilhar nas novelas da Tupi e da TV Globo, a carioca também se destacou nas chanchadas do cinema e como uma das mais reconhecidas vedetes do teatro de revista.

Apesar de ter uma carreira de sucesso e de, segundo ela mesma, ter ganhado muito dinheiro, Wilza Carla enfrentou dificuldade financeira em seus últimos anos. Acamada, a artista também reclamava de ter sido abandonada pelos amigos que tanto ajudou durante sua vida.

Sucesso na TV Globo

Após participar de Assim na Terra como no Céu, em 1970, na TV Globo, Wilza Carla se aventurou na Tupi, onde fez parte do elenco de Jerônimo, o Herói do Sertão, em 1972.

De volta à Globo, a atriz viveu sua grande personagem em 1976, quando interpretou a hilária Dona Redonda, de Saramandaia. A personagem ficou marcada na história da TV brasileira por explodir de tanto comer.

Após esse trabalho, Wilza Carla só voltaria às novelas em 1986, quando participou de Cambalache. Já em 1990, a atriz foi para a Manchete, onde viveu Maria Gasolina na novela A História de Ana Raio e Zé Trovão.

Além das novelas, Wilza Carla também trabalhou em programas humorísticos e foi jurada do Show de Calouros, apresentado por Silvio Santos.

Problemas financeiros e de saúde

Wilza Carla se afastou de vez da televisão após sofrer um AVC em 1994. A partir daí, a artista passou a sofrer sérios problemas de saúde, como diabetes e Mal de Alzheimer.

Sem poder trabalhar, a atriz ficou acamada e reclamada da falta de dinheiro. Outra mágoa que ela tinha era com os amigos que deixaram de visitá-la.

“Eu ganhava bem, mas dava dinheiro para todo mundo“, chegou a dizer ela em uma entrevista. A atriz faleceu em junho de 2011, aos 75 anos.

Compartilhe isso: